A Cidade

Identificação de acesso ao município

Chafariz - Prefeitura Municipal de Catuípe

CATUÍPE/RS:


Catuípe, conhecida como a “Terra das Águas Minerais”, foi instalada oficialmente em 16 de outubro de 1961. Localizada na Região Noroeste do Rio Grande do Sul, possui uma área de 583,258 quilômetros quadrados e  população de 9.477 mil habitantes.

 A comunidade desfruta de um componente invejável na questão de qualidade de vida: a água mineral encanada. Esta qualidade tem sido um ingrediente de valor no consumo diário de todos os catuipanos, podendo ser desfrutada também pelos visitantes da cidade. Um orgulho para os cidadãos desta terra.  

Entre as potencialidades do município destacam-se a indústria, o comércio, os prestadores de serviços, os produtos coloniais, o artesanato e a cultura, presente nas diversas manifestações do povo catuipano.

Dados (IBGE 2012):

- Área 583,258m2

- População: 9.477 habitantes

 

 

Histórico:

 

Os índios da tribo tupi-guarani (depois chamados de tapes e Caingangues), foram os primeiros personagens da história deste município. Localizado no Alto Uruguai surgia Catuípe. Deduz-se que por esse motivo, foi dado o nome de origem indígena ao município, que significa “águas claras e boas, lugar bom para morar”. Outra fonte diz que, é  um arroio afluente do rio Ijuí, significando “rio bonito”.

 

Catuípe, em tupi-guarani, significa lugar de água boa (Catu = bom; I = água, rio; Pe= locativo ou lugar de) Na verdade os índios missioneiros denominavam esta região de Catupe, lugar bom para viver ou morar. Posteriormente, não se sabe exatamente quando foi acrescido o “i”, provavelmente pelo fato de existirem dois pequenos rios, fontes com águas límpidas, boas e saudáveis.

 

Os negros serviram de trabalho escravo por um longo tempo do século XIX. Por isso a história deste município também está ligada ao tropeirismo, foi com eles que o lugar tornou-se conhecido, trazendo visitantes de Sorocaba, Itapetinga (São Paulo) e outros lugares do país.

 

Ao longo dos anos esse percurso foi de muitas estórias e histórias, que com o passar do tempo deram fruto aos povoados, cidades que entrelaçaram suas famílias de um lugar para o outro. Com a chegada do trem ao Rincão da Natureza inicia-se um novo marco histórico, a colonização.

 

Para construir suas casas e lavouras, os colonos tiveram que abrir, primeiramente, picadas e clareiras na mata e só assim se estabelecerem. Até 1960 o trem foi o maior meio de transporte de Catuípe. O início do povoamento da sede deu-se em 1915. O novo povoado começou às margens do Riacho Rio Branco, sendo que as terras, anteriormente pertenciam aos espanhóis.

Gentílico: catuipano

 

Formação Administrativa:

 

Distrito criado com a denominação de Estação Rio Branco, pelo ato municipal nº 9, de 10-02-1901, subordinado ao município de Santo Ângelo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Estação Rio Branco, figura no município de Santo Ângelo.

Assim, permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

 

Pelo decreto estadual nº 7199, de 31-03-1938, o distrito de Estação Rio Branco passou a chamar-se Rio Branco.

No quadro fixado apara vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Rio Branco (ex-Estação Rio Branco), figura no município de Santo Ângelo.

 

Pelo decreto estadual nº 7842, de 30-06-1939, o distrito de Rio Branco tomou a denominação de Catuípe.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Catuípe, figura no município de Santo Ângelo.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

 

Elevado à categoria de município com a de nominação de Catuípe, pela lei estadual 4156, de 16-10-1961, desmembrado dos municípios de Santo Ângelo e Ijuí. Sede no antigo distrito de Catuípe.

Constituído de 3 distritos: Catuípe, Chiapeta e Inhacorá, todos desmembrados do município de Santo Ângelo.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Catuípe, Chiapeta e Inhacorá.

 

Pela lei estadual nº 5155, de 15-12-1965, desmembra do município de Catuípe o distrito de Chiapetta. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Catuípe e Inhacorá.

Pela lei municipal nº 161, de 06-01-1970,é criado o distrito de Santa Teresa e anexado ao município de Catuípe.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1971, o município é constituído de 3 distritos: Catuípe, Inhacorá e Santa Teresa.

Pela lei municipal nº 369, de 01-03-1977,é criado o distrito de Colônia das Almas e anexado ao município de Catuípe.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 4 distritos: Catuípe, Colônia das Almas, Inhacorá e Santa Teresa.

 

Pela lei municipal nº 494-A, de 01-04-1980, alterada pela lei municipal nº 652, de 09-08-1985, é criado o distrito de Passo Burmann (ex-localidade) e anexado ao município de Catuípe.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 5 distritos: Catuípe, Colônia das Almas, Inhacorá, Passos Bormann e Santa Teresa.

 

Pela lei municipal nº 718, de 08-05-1988, é criado o distrito de Esquina Bom Sucesso e anexado ao município de Catuípe.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1988, o município é constituído de 6 distritos: Catuípe, Colônia das Almas, Esquina Bom Sucesso, Inhacorá, Passos Burmann e Santa Teresa.

Pela lei estadual nº 9568, de 20-03-1992,desmembra do município de Catuípe o distrito de Inhacorá. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1995, o município é município é constituído de 5 distritos: Catuípe, Colônia das Almas, Esquina Bom Sucesso, Passos Burmann e Santa Teresa.

Assim, permanecendo em divisão territorial datada de 1999.

 

Pela lei nº , de , é criado o d município é constituído de 6 distritos:

Catuípe, Colônia das Almas, Esquina Bom Sucesso, Inhacorá, Passos Burmann e Santa Teresa.

Distrito de Esquina Brasil Neves e anexado ao município de Catuípe.

Pela lei nº , de , é criado o distrito de Pontão de Santo Antônio e anexado ao município de Catuípe.

Em divisão territorial datada de 2005, o município é constituído de 7 distritos: Catuípe, Colônia das Almas, Esquina Bom Sucesso, Esquina Brasil Neves, Passos Burmann, Portão Santo Antônio e Santa Teresa.

Assim, permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

Alterações toponímicas distritais Estação Rio Branco para Rio Branco, alterado pelo decreto estadual nº 7199, de 31-03-1938.

Rio Branco para Catuípe, alterado pelo decreto esta dual nº 7842, de 30-06-1939.

 

- Dados/Fonte: IBGE -